Páginas

quinta-feira, 4 de janeiro de 2007

USP: primeiras impressões

Agora já estou acomodado em São Paulo, morando em um pensionato que fica a 10 minutos de um dos portões de pedestres da USP. Nessa cidade, tudo é muito longe: morar perto da faculdade é fundamental.

Mas nem morar perto do portão significa estar perto de onde se estuda. A FEA, Faculdade de Economia e Administração, fica situada um pouco longe do portão a que me referi. Uma caminhada de 20 minutos pelo caminho cheio de árvores resolve, ou então o ônibus circular gratuito. Ou seja, o campus da USP é enorme.

A FEA tem cinco prédios, coisa absurda pra quem estudava no único prédio da FCE/UFRGS. Conhecemos os locais em que podemos utilizar computadores e estudar. Estamos tendo duas disciplinas do chamado curso de verão pela manhã: Análise matemática, com o prof. Gerson por enquanto, e Estatística, com a prof. Lúcia. O ritmo é frenético: nossas aulas começaram quarta. Na quarta, não sentimos necessidade de estudar. Já na quinta, não entendemos muito da aula de análise. Todo mundo resolveu começar a abrir os livros. Enquanto em matemática, a análise é algo novo; estatística parece consistir em uma revisão do que deveríamos saber e de excelente qualidade. Estou mais preocupado com análise do que com estatística.

Essas são as impressões resumidas de um novo aluno do mestrado depois do seu segundo dia de aula.

Nenhum comentário: