Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2007

Resposta ao Stein I: salário-eficiência

Platão, imperfeições e novos-keynesianos

Na Grécia Antiga, Platão costumava diferenciar o mundo das idéias do mundo real. No mundo ideal, as formas eram perfeitas e suas correspondentes no mundo real eram apenas cópias imperfeitas. Nos intervalos de nossas sucessivas reencarnações, as almas contemplavam o perfeito mundo das idéias e reconheciam seus correspondentes no mundo real. Pensando em um exemplo, reconhecemos que pitbulls e puddles são cachorros porque lembramos vagamente de sua forma ideal, embora pitbulls e puddles sejam bastante imperfeitos.

Compreender o mundo das idéias exigia abstração e Platão acreditava que a matemática, da forma geométrica trabalhada pelos gregos, era a melhor forma de compreender o ideal. A escola fundada por ele, a Academia, destacava-se por estudar intensamente a matemática, que era, portanto, um método superior de aquisição de conhecimento.

Não obstante a motivação platônica fosse o ideal, em certos campos do conhecimento, a matemática tornou-se o único método válido, embora nada garanta qu…

Toma, Gutenberg

Coréia e EUA assinam acordo