Páginas

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Persistência e objetividade - para que seu paper seja publicado um dia

Uma vez que se aproxima o World Economic History Congress, tenho trabalhado demais no meu eterno paper, o que deixa pouco tempo para o blog e outras coisas mais. Aqueles que quiserem opinar sobre meu abstract, são bem-vindos. O paper será apresentado na sessão intitulada “Financing the Rise of Popular Schooling in the Developed and Developing Worlds:Comparative and Historical Perspectives”. Muita gente boa na sessão. 

Se você está escrevendo um paper e está com dificuldades, não se preocupe. Eu comecei a escrever esse paper em 2008. Na verdade, a versão de 2008 sofreu modificações até 2010, quando de repente sofreu uma metamorfose. A segunda versão então durou até o mês passado. No entanto, após receber um parecer crítico, fui obrigado a mudá-lo completamente pela segunda vez. Estou na terceira versão e ainda acho que está longe de ser a última. O segredo é não desanimar e aprender bem econometria, além de tornar o paper linear. Ou seja, todo o argumento ao longo do texto deve estar coeso e objetivo com o intuito de responder a pergunta inicial. Acho que meu paper ainda não chegou à sua melhor forma por esses critérios.

Por enquanto o abstract de "Suffrage, Political Voice and Primary Education in Brazil, 1947-1962" é esse:

This article aims to examine the influence of suffrage rates on the rates of primary education enrollment  in Brazil between 1947 and 1962. There was neglect from the federal government in expanding mass primary schooling, leaving this task to state governments. Thus financial centralization has probably hampered the expansion of enrollment rates during the period. As states were responsible for educational matters,the effect of suffrage rates on enrollment rates at the state level were tested.It was found that the suffrage rate was not a significant explanatory variable, under the assumption of the existence of state unobservable characteristics. The evidence indicates that education in Brazil developed within the context of an elite democracy, due to which the expansion of suffrage had little effect on the expansion of education.


Comentários são evidentemente bem-vindos.

A boa notícia dada pelo Tarcísio Botelho (UFMG) é que em breve teremos o livro que ele está organizando. E lá dentro, haverá até um capítulo escrito por mim, mas também por gente mais famosa no ramo como o Leo Monastério. Falando em Léo, ele postou essa bela reportagem sobre um paper do Renato e do Irineu!


2 comentários:

Anônimo disse...

Pô, fazer comentários com base apenas em abstract é florida. Cadê o paper?

Ricardo Agostini Martini disse...

Ao longo do processo de publicação, entre idas e vindas de pareceristas de várias revistas diferentes, o paper final fica meio Frankenstein.

Tomo como exemplo minha primeira publicação (bem pior que o teu paper, já deixo claro, é um paper feito para uma disciplina do mestrado):

http://www.ppge.ufrgs.br/akb/encontros/2008/09.pdf (a 1a versão)

http://seer.ufrgs.br/AnaliseEconomica/article/view/9413 (a versão publicada)

Da versão original até a versão publicada, só ficaram os resultados!

Abraço