Páginas

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Considerações e clippings para meus alunos sobre a crise europeia

A crise na Europa tem gerado um bom debate acerca de políticas monetária e fiscal. No Twitter, Roubini e Rodrik discutem a questão de soberania e liberdade de políticas:

Trichet proposes EU's full takeover of fiscal policy of bankrupt countries. It totally undermines national sovereignty
Monetary union requires fiscal union, which requires political union. As simple as that.

I fully agree. EZ needs fis/pol union Monetary union requires fiscal union which requires political union. As simple as that
Conversely, fiscal union without political union means bye-bye democracy.

A Europa não seria exatamente uma área monetária ótima segundo o trabalho clássico de Mundell - embora o próprio Mundell tenha sido favorável à moeda única na Europa. Isso certamente está relacionado aos dilemas de política econômica na Europa. Regimes de câmbio fixo, em particular uniões monetárias, impedem a existência de políticas monetárias autonômas em países muito diferentes. Agora Trichet propõe o fim da política fiscal autônoma. Isso faz sentido se pensarmos em uma união política, como disse Rodrik. Discussão importante da relação entre democracia e políticas econômicas.

Sobre os gregos, o conhecido historiador econômico Kevin O'Rourke discute o programa de austeridade e, na linha de Krugman, acredita que o fracasso é evidente e que os gregos têm boa razão para votarem do jeito que estão votando.

Também sobre o tema da crise europeia, uma das melhores coisas que li recentemente foi esse artigo do Eichengreen - que postei anteriormente. Ele compara a atual situação com o que aconteceu na Grande Depressão.  E aqui tem mais alguma coisa sobre a crise.

2 comentários:

Chutando a Lata disse...

Não sei se sabe, mas o livro de Amartya Sen A Idéia de Justiça tem uma versão em português: Editora Almedina Portugal

Thomas H. Kang disse...

Pois é, acho que tinha ouvido falar, mas confesso que é mais fácil ler em inglês nesse caso, hehe. Mas é uma boa indicação de leitura aqui no blog, para quem prefere enfrentar o Sen em português.
Obrigado