Páginas

terça-feira, 24 de novembro de 2009

DeLong na UFRGS

Em comemoração aos 100 anos da Faculdade de Ciências Econômicas da UFRGS, tivemos a presença de J. Bradford deLong aqui na UFRGS, professor do Departamento de Economia da University of California at Berkeley. DeLong é proeminente no debate sobre a atual crise econômica, propondo, a exemplo de Paul Krugman, maior intervenção e regulação governamentais para solucioná-la.

O interessante de DeLong é sua produção na área de história macroeconômica. Em sua exposição, DeLong explicou do caso que levou o Banco da Inglaterra a ser um emprestador de última instância com a iminente ameaça de falência de um importante banco em 1823. Mas além disso, mostrou as diferenças entre a Era Greenspan e as crises econômicas do passado, mostrando que as recuperações eram mais rápidas antes (pelo menos foi o que eu entendi após passar o dia inteiro estudando em um café).

Momento interessante da palestra foi ver o professor Ferrari da UFRGS cobrar menção sobre Minsky (aproveitando para identificar-se como pós-keynesiano). DeLong respondeu que preferia a abordagem histórica de Kindleberger acerca de crises e que Minsky lhe dava sono, mas afirmou que ambos têm pontos em comum na interpretação da atual crise.

Mas não houve nada de realmente novo na palestra. Como foi de graça, valeu a pena. Talvez nosso ex-colega Tarso, estudante de Berkeley que provavelmente vai assistir as aulas de história econômica com DeLong, possa nos dizer algo mais em alguns meses.

2 comentários:

Ricardo Agostini Martini disse...

"Minsky lhe dava sono".

Exato! Por isso, acho melhor estudar a teoria dos ciclos financeiros dele pelos textos do Cardim de Carvalho. O Minsky usa uma linguagem demasiadamente bancária nos seus artigos, parece que foge do Economês ao qual estamos acostumendos.

Abraço

Leonardo Monasterio disse...

O que?!?!?!?!? Delong esteve na UFRGS??? E ninguem me avisou nada....
(Culpa minha, que nao li o teu blog....)
Abracao,
Leo.