Páginas

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Escolha social, bem-estar e teoremas

Ontem iniciamos um novo grupo de estudo sobre questões de justiça. O grupo, com gente da área econômica, filosófica e jurídica, decidiu estudar alguns textos básicos do Amartya Sen. Fui responsável ontem por apresentar a palestra por ocasião da entrega do Nobel a Sen em 1998. "The Possibility of Social Choice" está disponível no site do Nobel, além de ter sido publicado pela AER no ano seguinte.

Quem estudou os capítulos normativos de algum manual de microeconomia acaba conhecendo os teoremas do bem-estar e o Teorema da Impossibilidade de Arrow. Talvez a grande vantagem de ter lido o texto do Sen é descobrir que há vários problemas em todos esses teoremas: não no que se refere à sua validade matemática, evidentemente. Mas mudando suas hipóteses, ou seja, através de um outro ponto de vista normativo, é possível chegar a resultados mais interessantes. Sen comenta que há diversos resultados de possibilidade de escolha social. Em "Sobre Ética e Economia", Sen desenvolve mais críticas à economia do bem-estar, mas que em parte já aparecem nesse texto de 1998.

Meu ponto aqui é que os manuais de microeconomia deveriam ao menos mencionar que a história não acaba nesses teoremas.

Os diversos artigos de Sen sobre Escolha Social não fizeram parte da bibliografia que utilizei quando escrevi um artigo sobre Sen para a REP. É o ponto que falta.

Um comentário:

Anaximandros disse...

oi, bom resumo, como sempre acho que cobras demais dos manuais, aliás, essa leitura normativa não é culpa dos manuais, afinal, eles são apenas manuais e servem como primeira leitura para jovens, etc. Contudo, o Sen admite incompletude e isso não é exatamente negar o Arrow, enfim, continuar estudando e bater cabeça no bom sentido, abraço, s.